217 913 700
Dias úteis: 9:00 - 18:00
EN

10 anos desde a Crise Financeira Global

Lisboa, 7 de setembro de 2017 – Uma década depois do início daquela que foi uma das maiores crises financeiras da história, a recuperação começa a ganhar força. Nestes dez anos, várias foram as decisões que ajudaram a atingir a vigente estabilidade, afirma a COSEC, baseado na última análise económica elaborada pela Euler Hermes, seu acionista. Contudo, há ainda muito trabalho a fazer para se conseguir enfrentar uma futura crise, aponta a seguradora de créditos.
Depois de uma das mais tumultuosas décadas da história, assistimos hoje a uma estabilidade global generalizada, com a recuperação económica finalmente a ganhar força. Muitas lições foram aprendidas desde agosto de 2007 e, mesmo nos piores momentos da crise, há muitos aspetos a valorizar nas decisões dos líderes mundiais. Por outro lado, passada uma década desde o início da crise, há ainda muito a fazer para manter a economia mundial na sua trajetória ascendente, e para garantir que estamos preparados para enfrentar futuros tumultos.

Saiba mais no comunicado em anexo.

10 anos desde a Crise Financeira Global

Lisboa, 7 de setembro de 2017 – Uma década depois do início daquela que foi uma das maiores crises financeiras da história, a recuperação começa a ganhar força. Nestes dez anos, várias foram as decisões que ajudaram a atingir a vigente estabilidade, afirma a COSEC, baseado na última análise económica elaborada pela Euler Hermes, seu acionista. Contudo, há ainda muito trabalho a fazer para se conseguir enfrentar uma futura crise, aponta a seguradora de créditos.
Depois de uma das mais tumultuosas décadas da história, assistimos hoje a uma estabilidade global generalizada, com a recuperação económica finalmente a ganhar força. Muitas lições foram aprendidas desde agosto de 2007 e, mesmo nos piores momentos da crise, há muitos aspetos a valorizar nas decisões dos líderes mundiais. Por outro lado, passada uma década desde o início da crise, há ainda muito a fazer para manter a economia mundial na sua trajetória ascendente, e para garantir que estamos preparados para enfrentar futuros tumultos.

Saiba mais no comunicado em anexo.