217 913 700
Dias úteis: 9:00 - 18:00
EN
EN

Insolvências em Portugal | 1º Semestre de 2017

  • Registaram-se 1.557 insolvências em Portugal no primeiro semestre de 2017, menos 22% do que no período homólogo
  • As empresas insolventes representam volume de negócios superior a 740 milhões de euros
  • A maioria dos casos de insolvência foram microempresas do setor dos serviços
  • Pedidos para entrada no Processo Especial de Revitalização (PER) caíram 36%
  • As insolvências registadas representam a perda de mais de 9.500 postos de trabalho, e cerca de 210 milhões de euros de créditos a fornecedores que ficaram por regularizar
  • 22.753 novas empresas foram constituídas, mais 5% do que no primeiro semestre de 2016
  • A categoria de Empresário em Nome Individual representou 16% do número de insolvências
Lisboa, 27 julho de 2017 – O número de empresas insolventes em Portugal foi de 1.557 no primeiro semestre de 2017, diminuindo em 22% face ao mesmo período em 2016, reflete a análise da COSEC, seguradora líder nos ramos do seguro de créditos e caução.
O estudo COSEC Dinâmica Empresarial conclui também que os pedidos de Processo Especial de Revitalização (PER) diminuíram 36% neste primeiro semestre (foram 271, no total, contra as 423 registadas na primeira metade de 2016) e que 22.753 novas empresas foram registadas, aumentando em 5% face ao ano anterior.
Segundo a COSEC, o encerramento destas empresas no primeiro semestre de 2017 equivale a uma perda de mais de 9.500 postos de trabalho e a um volume de negócios de mais de 740 milhões de euros.
Saiba mais no comunicado de imprensa em anexo.
Insolvências

| 361,7KB

Insolvências em Portugal | 1º Semestre de 2017

  • Registaram-se 1.557 insolvências em Portugal no primeiro semestre de 2017, menos 22% do que no período homólogo
  • As empresas insolventes representam volume de negócios superior a 740 milhões de euros
  • A maioria dos casos de insolvência foram microempresas do setor dos serviços
  • Pedidos para entrada no Processo Especial de Revitalização (PER) caíram 36%
  • As insolvências registadas representam a perda de mais de 9.500 postos de trabalho, e cerca de 210 milhões de euros de créditos a fornecedores que ficaram por regularizar
  • 22.753 novas empresas foram constituídas, mais 5% do que no primeiro semestre de 2016
  • A categoria de Empresário em Nome Individual representou 16% do número de insolvências
Lisboa, 27 julho de 2017 – O número de empresas insolventes em Portugal foi de 1.557 no primeiro semestre de 2017, diminuindo em 22% face ao mesmo período em 2016, reflete a análise da COSEC, seguradora líder nos ramos do seguro de créditos e caução.
O estudo COSEC Dinâmica Empresarial conclui também que os pedidos de Processo Especial de Revitalização (PER) diminuíram 36% neste primeiro semestre (foram 271, no total, contra as 423 registadas na primeira metade de 2016) e que 22.753 novas empresas foram registadas, aumentando em 5% face ao ano anterior.
Segundo a COSEC, o encerramento destas empresas no primeiro semestre de 2017 equivale a uma perda de mais de 9.500 postos de trabalho e a um volume de negócios de mais de 740 milhões de euros.
Saiba mais no comunicado de imprensa em anexo.
Insolvências

| 361,7KB