217 913 700
Dias úteis: 9:00 - 18:00
EN
  • COSEC >
  • Notícias >
  • Prorrogação da exclusão da Grécia da lista de países com riscos negociáveis

Prorrogação da exclusão da Grécia da lista de países com riscos negociáveis

Desde 2012, e em virtude da difícil situação do mercado grego, verificou-se que a capacidade de seguro e de resseguro para cobrir as exportações para a Grécia era insuficiente. Esta circunstância levou a Comissão Europeia a retirar temporariamente a Grécia da lista dos países com riscos negociáveis em 2013, tendo a extensão mais recente desta alteração expirado em 30 de junho de 2016.

Por conseguinte, a partir de 1 de julho de 2016, a Grécia voltaria, em princípio, a ser considerada como um país com riscos negociáveis, o que significaria que os Estados-Membros da UE deixariam de poder apoiar oficialmente exportações de curto prazo para este mercado.

As análises mais recentes da Comissão Europeia preveem que as seguradoras privadas de crédito à exportação continuem a revelar grande prudência no fornecimento de cobertura de seguro às exportações para a Grécia. Por outro lado, as perspetivas económicas da Grécia deterioraram-se consideravelmente no último ano e as notações de risco das dívidas soberanas da Grécia mantêm-se na categoria “grau de não investimento”.

Perante estas circunstâncias, a Comissão concluiu que as seguradoras privadas não têm capacidade suficiente para cobrir todos os riscos economicamente justificáveis e decidiu prorrogar a exclusão da Grécia da lista dos países com riscos negociáveis até 30 de junho de 2017.

Neste sentido, a COSEC, enquanto Agência de Créditos à Exportação portuguesa, pode manter a sua oferta de cobertura para a Grécia, no âmbito da Linha de Seguro de Créditos à Exportação de Curto Prazo.

Mais informações sobre esta Linha podem ser consultadas aqui.

 

Direção Internacional

Prorrogação da exclusão da Grécia da lista de países com riscos negociáveis

Desde 2012, e em virtude da difícil situação do mercado grego, verificou-se que a capacidade de seguro e de resseguro para cobrir as exportações para a Grécia era insuficiente. Esta circunstância levou a Comissão Europeia a retirar temporariamente a Grécia da lista dos países com riscos negociáveis em 2013, tendo a extensão mais recente desta alteração expirado em 30 de junho de 2016.

Por conseguinte, a partir de 1 de julho de 2016, a Grécia voltaria, em princípio, a ser considerada como um país com riscos negociáveis, o que significaria que os Estados-Membros da UE deixariam de poder apoiar oficialmente exportações de curto prazo para este mercado.

As análises mais recentes da Comissão Europeia preveem que as seguradoras privadas de crédito à exportação continuem a revelar grande prudência no fornecimento de cobertura de seguro às exportações para a Grécia. Por outro lado, as perspetivas económicas da Grécia deterioraram-se consideravelmente no último ano e as notações de risco das dívidas soberanas da Grécia mantêm-se na categoria “grau de não investimento”.

Perante estas circunstâncias, a Comissão concluiu que as seguradoras privadas não têm capacidade suficiente para cobrir todos os riscos economicamente justificáveis e decidiu prorrogar a exclusão da Grécia da lista dos países com riscos negociáveis até 30 de junho de 2017.

Neste sentido, a COSEC, enquanto Agência de Créditos à Exportação portuguesa, pode manter a sua oferta de cobertura para a Grécia, no âmbito da Linha de Seguro de Créditos à Exportação de Curto Prazo.

Mais informações sobre esta Linha podem ser consultadas aqui.

 

Direção Internacional