211 164 221
Dias úteis: 9:00 - 18:00
EN
portugal

Insolvências em Portugal crescem 4% no primeiro trimestre

Lisboa, 15 de abril de 2020 – O número de empresas insolventes em Portugal foi de 658 no primeiro trimestre de 2020, um crescimento de 4% face ao período homólogo, reflete a análise da COSEC, seguradora líder nos ramos do seguro de créditos e caução.

  • As empresas insolventes representam volume de negócios superior a 295 milhões de euros
  • A maioria dos casos de insolvência refere-se microempresas do setor dos serviços
  • A categoria de Empresário em Nome Individual representou 14% do número total de insolvências
  • As insolvências registadas representam a perda de mais de 5.100 postos de trabalho, e cerca de 87 milhões de euros de créditos a fornecedores que ficaram por regularizar
  • 11 939 novas empresas foram constituídas, menos 25% do que no primeiro trimestre de 2019
  • Pedidos para entrada no Processo Especial de Revitalização (PER) caíram 5%

“A economia global está num enorme estado de turbulência. O mundo está a atravessar um novo tipo de crise económica e sanitária que está a colocar todas as economias, e as empresas, sob uma pressão intensa. Prevemos que o aumento das insolvências, que já se verifica no primeiro trimestre do ano, se acentue nos próximos meses.”, afirma Maria Celeste Hagatong, presidente do Conselho de Administração da COSEC, “Mais do que nunca, e perante o atual contexto de incerteza, o Seguro de Créditos é um instrumento fulcral na identificação dos parceiros mais vulneráveis, permitindo às empresas adequar a sua estratégia comercial ao novo quadro de agravamento de risco quer geográfico quer setorial. “

Saiba mais no comunicado »

Insolvências em Portugal crescem 4% no primeiro trimestre

Lisboa, 15 de abril de 2020 – O número de empresas insolventes em Portugal foi de 658 no primeiro trimestre de 2020, um crescimento de 4% face ao período homólogo, reflete a análise da COSEC, seguradora líder nos ramos do seguro de créditos e caução.

  • As empresas insolventes representam volume de negócios superior a 295 milhões de euros
  • A maioria dos casos de insolvência refere-se microempresas do setor dos serviços
  • A categoria de Empresário em Nome Individual representou 14% do número total de insolvências
  • As insolvências registadas representam a perda de mais de 5.100 postos de trabalho, e cerca de 87 milhões de euros de créditos a fornecedores que ficaram por regularizar
  • 11 939 novas empresas foram constituídas, menos 25% do que no primeiro trimestre de 2019
  • Pedidos para entrada no Processo Especial de Revitalização (PER) caíram 5%

“A economia global está num enorme estado de turbulência. O mundo está a atravessar um novo tipo de crise económica e sanitária que está a colocar todas as economias, e as empresas, sob uma pressão intensa. Prevemos que o aumento das insolvências, que já se verifica no primeiro trimestre do ano, se acentue nos próximos meses.”, afirma Maria Celeste Hagatong, presidente do Conselho de Administração da COSEC, “Mais do que nunca, e perante o atual contexto de incerteza, o Seguro de Créditos é um instrumento fulcral na identificação dos parceiros mais vulneráveis, permitindo às empresas adequar a sua estratégia comercial ao novo quadro de agravamento de risco quer geográfico quer setorial. “

Saiba mais no comunicado »